(11) 96360-2382

  • 0sem produtos

VITAMINA K2 MK-7 100MCG

R$45,00

3X de R$15,00 sem juros

Ver detalhes das parcelas
1 x R$45,00 sem juros 2 x R$22,50 sem juros 3 x R$15,00 sem juros

MEIOS DE PAGAMENTO

Formas de Envio

SEU CEP:

Detalhe do produto

A vitamina K-1, também conhecida como filoquinona, é encontrada nas plantas. A vitamina K2, chamada manaquinona (MK) é encontrada em animais ou bactérias. Em comparação com a vitamina K-1, a K2 possui benefícios comparáveis, mas possui concentrações mais elevadas na circulação em mais áreas no corpo. Resumindo, funciona melhor e fica mais tempo funcionando, em mais parte do corpo do que a K-1.

A vitamina K é essencial para formação e reparo ósseo saudáveis; faz parte da síntese da osteocalcina, a proteína no tecido ósseo usada na cristalização do cálcio. À medida que a vitamina K ajuda a desenvolver os ossos, também inibe a calcificação dos vasos sanguíneos. Esta função de “transporte de cálcio” remove, assim, os depósitos de cálcio dos vasos, onde não são necessários, e trabalhando junto com a vitamina D, aumenta os depósitos de cálcio nos ossos, onde o cálcio é mais necessário. A vitamina K também exerce uma importante função nos intestinos, ajudando a converter a glicose em glicogênio para armazenamento no fígado.

TIPOS DE VITAMINA K

Filoquinona (K1): encontrada predominantemente em hortaliças e óleos vegetais; Menaquinona (K2-4 e K2-7 ou MK-7): forma sintetizada por bactérias, encontrada em alimentos de origem animal e vegetal; Menadiona (K3): forma sintética, seu uso não é recomendado. A vitamina K2 é uma forma sobrecarregada de vitamina K. Por que sobrecarregada? Possui todos os benefícios da vitamina K, mas fica mais tempo em circulação no corpo e é ativa em um número ainda maior de órgãos e tecidos.    

 

Benefícios:

- Suplementação de Vitamina K;

- Aumento da resistência óssea;

- Saúde vascular;

- Manutenção circulação sanguínea;

- Osteopenia e osteoporose.

 

Posologia:

Tomar 1 cápsula antes do almoço

 

Venda sob prescrição de profissional habilitado, podendo este ser o nosso farmacêutico de acordo com a Resolução 585/2013 do Conselho de Farmácia. Consulte-o.